Você está aqui: HomeDicas da NutricionistaAlimentos sem carboidratos e sem açúcar, (EXISTE?)

Alimentos sem carboidratos e sem açúcar, (EXISTE?)

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

Alimentos sem carboidratos e sem açúcar  (?) 

 

Os alimentos pobres em carboidratos são, em geral, legumes, verduras, leite e derivados, como queijo ou iogurte, carne, peixe e ovo. Estes alimentos são, normalmente, muito utilizados em “dietas” de emagrecimento.

O carboidrato é um nutriente importante que não deve de ser excluído completamente da alimentação, pois faz parte do seu equilíbrio. Cada grama de carboidrato tem 4 calorias.

O carboidrato está presente em grande parte dos alimentos, especialmente nos industrializados. Diminuir carboidratos da alimentação é uma meta quando falamos em emagrecimento rápido ou “Dietas”, assim como a ingestão de gorduras para diminuir as calorias da dieta, porém, a ausência de carboidrato pode provocar queda brusca da glicemia (açúcar no sangue), dor de cabeça, mau humor, dificuldade de concentração e até mau hálito.

Existem muito poucos alimentos que não contenham carboidratos ou açúcar. Os carboidratos são encontrados em tudo que venha das plantas: feijões, legumes, frutas, nozes, sementes e, naturalmente, qualquer produto feito de grãos ou farinhas. Os laticínios geralmente contêm lactose, que é um tipo de açúcar, e quase todos os alimentos pré-embalados contêm adição de açúcar. No entanto, é possível encontrar alguns alimentos que contenham menos carboidratos, por exemplo: ovo, carnes, peixes, gorduras….

Porémo que muitos não sabem é que a proteína e a gordura também agem sobre a glicemia. Algumas partes da proteína e da gordura, depois de serem quebradas no organismo, viram glicose e alteram a glicemia depois de um tempo, já que sua absorção pelo corpo é mais lenta que a absorção de carboidratos.

A proteína, normalmente obtida quando nos alimentamos de carne e derivados do leite, tem um pequeno efeito sobre a glicemia. Mas isso pode ficar pior: se você (Diabético) se alimentar um dia todo de carne, como num churrasco, com certeza sua glicemia no final do dia estará alterada! Não exagerar é a chave do problema, e medir a glicemia (os diabéticos) é indispensável. Se você gosta de apreciar muita carne, lembre-se de medir a glicemia regularmente e não a deixar ir às alturas.

Já a gordura tem um efeito ainda menor na glicemia, porém já presenciei uma experiência (*) que não recomendo a ninguém e nunca mais pretendo ver. A gordura demora muito tempo para ser absorvida, ou seja, demora muito tempo para uma pequena parte dela virar glicose. Assim, se você exagerar na gordura e não ficar atento na glicemia nas próximas 4 ou 5hrs, ou até nos próximos dias, provavelmente algo vai dar errado e a glicemia vai subir bastante

Carnes

Os cortes de carne, como frango, porco ou carne bovina, não contêm açúcar nem carboidratos.

Fuja da carne processada, que normalmente têm a adição de açúcares ou enchimentos.

Peixe

A maioria dos cortes naturais de peixe fresco, tais como atum ou salmão, é livre de açúcar e

carboidratos.

A maior parte dos mariscos, no entanto, possui quantidades muito pequenas de carboidratos.

Ovos

A clara dos ovos é pura proteína, enquanto a gema é pura gordura.

Se você quiser reduzir o colesterol, retire parcialmente ou completamente a gema do seu cardápio e

concentre-se na clara.

Gorduras

Os azeites vegetais ou de oliva são gordura pura e não acrescentarão açúcar ou carboidratos ao

preparo dos alimentos. É possível encontrar alguns condimentos à base de azeite sem adição de

açúcar ou carboidratos.

Bebidas

Água, club soda e chá não possuem carboidratos, desde que não tenham sido adoçados nem

aromatizados artificialmente.

Lembre-se de que adoçantes artificiais contêm alguns carboidratos.

 

Sobre minha experiência, aconteceu em um Natal

Minha amiga (diabética tipo 2 desde os 11 anos de idade): adora comida de Natal, e aquele tanto de guloseima na mesa, durante almoço, lanche e jantar, foi irresistível para ela (uma bem sucedida Gerente de uma multinacional). Passou o dia comendo muito, desde chester e toda aquela comida típica natalina, à sobremesas de chocolate e coisas do tipo. Controlava tudo, principalmente a  quantidade de carboidrato, achou que podia dar uma exagerada e aproveitar a comida diferente do dia a dia, principalmente com doces. Confesso que fiquei estarrecida, como que a vi comer chocolate,  apesar de ter aplicado insulina e a glicemia ter ficado boa durante o dia, na hora de dormir não conseguia mais controlar nada! Nos dois dias seguintes então foi terrível, as taxas estavam muito altas e  aplicava insulina e praticamente nada se alterava! Já estava ficando maluca porque não conseguia fazer nada, mas depois de uns dois dias as coisas foram voltando ao normal. Depois descobriu a duras penas como a gordura ( de muito chocolate que comeu) podia alterar tanto a glicemia! O carboidrato foi o que menos a preocupou nesse episódio, e o que mais descontrolou as taxas foi a gordura. Isso mostra como a ingestão de comidas pesadas e gordurosas afetam nossa glicemia.

Não basta só ver a quantidade de carboidrato, tem que ficar atento a tudo e ter a alimentação mais saudável possível, sempre sem exagero!

Comer com parcimônia, sem exageros e não esquecer de  praticar atividade física.

 

Compartilhar

You have no rights to post comments

Quem Está Conectado?

Temos 10 visitantes e Nenhum membro online

Visitantes

941873
Hoje
Ontem
Nesta Semana
Última Semana
Este Mês
Último Mês
Geral
55
483
538
936916
12253
17301
941873

Seu IP: 18.212.83.37
Hora do Servidor: 2019-05-20 02:04:19

Coach

Logo_Coach.png
DESIGN_BY

Distributed by SiteGround