Você está aqui: HomeArtigos de NutriçãoManter a FormaO sorvete que sacia - com Biomassa

Artigos Postados

Quero muito emagrecer....mas não consigo....

Avaliação do Usuário
PiorMelhor 

 

EU QUERO EMAGRECER!!!!!, mas não consigoooo...

 

 

 

Olá pessoal, ultimamente percebo (mais que nunca) o quão é repetitivo a questão de perda de peso corporal.

Em qualquer lugar que você passe, o assunto é o mesmo:

ü  Estou fora de forma,

ü  Hoje estou de dieta,

ü  Não posso comer demais porque exagerei no final de semana, e a semana que vem tenho um casamento para ir e meu vestido tem que entrar neste corpinho....

ü  Vou começar academia em 2020....rsrsrsr

 

Muita gente, muita mesmo, tem muita dificuldade para emagrecer! Eu sinceramente acredito, que para uma pessoa emagrecer, não basta simplesmente fechar a boca.

 Aliás, acredito que muita gente (inclusive quem sofre de obesidade) faz tudo certinho e mesmo assim não consegue emagrecer ou eliminar os kilos extras.
Na verdade, a pessoa não tem que somente fechar a boca.

Ela precisa “abrir” para os alimentos certos.

Tudo é muito individual e não dá para fazer diagnóstico no salão do cabeleireiro ou na festa infantil do sobrinho!

Ou então nas redes sociais, a pessoa começa a mandar mensagem para todo mundo:

ü  Estou cansada;

ü  Hoje estou desanimada;

ü  Hoje estou gripada;

ü  Hoje estou triste;

ü  Hoje estou deprê;........

Até que você recebe uma mensagem e ela diz “estou com excesso de peso e preciso urgente de um cardapiozinho”.......

você até tenta conversar e explicar que não é só um cardapiozinho....

mas ela (ele) quer,

você manda........

ai ela (ele) some…

rsrsrsrs,

Imagino que exista uma força maior que meu pensamento que diz que ao receber um cardápio você diminui os números na balança, o tempo passa, essa força não é ativada na pessoa....ou no cardápio....e ao perceber que não é assim a pessoa some.....porque você não resolveu o problema que estava atrapalhando a vida dele (a)

Então o problema não é só o cardapiozinho…..

É o compromisso!

Compromisso com ela mesma, um senso de urgência e uma esperança implícita (quero entrar naquele vestido)..o que está implícito é que ela quer  eliminar peso corporal, sentir que está mais leve, que ao final do dia já não está tão cansada, que suas roupas estão servindo!!!!

A rotina e o excesso de trabalho aliado a indústria de alimentos, são os pontos mais relacionados e apontados por muitos como responsáveis por não poder cumprir os compromissos firmados anteriormente:

ü  “A rotina da semana não cabe uma caminhada”....

ü  “Trabalhei até tarde...corri muito, tive que usar o elevador o dia inteiro”....

ü  Em casa:  “não tinha tempo para ir ao sacolão comprar verduras, legumes e frutas....

Passei na padaria e comprei um congelado”

 

 O cardapiozinho.....isso é ate fácil demais para um nutricionista...

 

Então resolvi escrever este artigo…muitas vão adorar, outras (os) nem tanto!

 

E já aviso para quem não gostar, não fique triste…tudo na vida tem sua hora...

Talvez este não seja seu momento…não se force...não se torture…leia um livro…na hora que puder vá até uma praça e dê algumas voltas, ao voltar para casa (se for prédio) utilize as escadas.

No outro dia faça a mesma coisa antes de ir para o trabalho.

No outro dia, esqueça que neste planeta tem elevador......e vá de escadas…(se sua condição física e clinica permitir que suba e desça escadas)

Depois de uma semana, leia este artigo…será muito melhor. Você  irá se animar.... 


Leia o texto na íntegra:


Perder peso não é tarefa fácil! Mesmo comendo menos e fazendo exercícios, as vezes nos deparamos com dificuldades para eliminar os quilinhos extras. A pergunta é: o que pode estar acontecendo?

Existem sinais e sintomas que nos falam a possível causa. Aqui vão alguns bloqueadores da perda de peso e como fazer para obter a ajuda que necessita.

1.     Tireoide inativa

 

Estudos mostram que está cada vez mais comum o hipotireoidismo subclínico – aquele que não mostra nos exames, mas a pessoa tem todos os sintomas. Se você nota que seu metabolismo está lento, que está ganhando peso sem motivo aparente ou sente muita dificuldade em perder peso, pode estar acontecendo alguma coisa com a sua tireoide. Se estiver associado com fadiga extrema, aumento da sensibilidade ao frio, intestino lento, queda de cabelo, unhas muito fracas, pele seca, dores articulares ou até depressão, fique atento.

 

 

Para saber se está acontecendo alguma coisa, converse detalhadamente com seu médico (endocrinologista) e explique exatamente o que está sentindo.

O médico vai solicitar exames, não deixe de atender à solicitação de seu médico, ele quer te ajudar, mas você precisa fazer sua parte!

Quanto mais alto estiver o TSH (hormônio estimulante da tireoide), mais indicativo há que sua tireoide está trabalhando em modo lento. Pesquisas mostram que não é necessário estar muito acima dos níveis recomendados – o simples fato de estar com níveis acima de 2, já é um indicativo para ter cautela e procurar seu médico.

 

2.       Hormônios descontrolados

 

Outro problema que pode estar acontecendo e que está cada vez mais comum entre as mulheres, é a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP). Embora nem todas as mulheres com SOP ganhem peso, o excesso de gordura corporal, principalmente na cintura, é comum nesses casos. A mulher apresenta pêlos faciais e corporais, menstruação irregular, acnes e até mesmo infertilidade. O ganho de peso é comum pois a SOP caminha lado a lado a resistência à insulina, que se não tratada pode levar a diabetes tipo 2. Em termos práticos, isso significa que a pessoa não processa o açúcar de forma correta e acaba armazenando gordura na região do abdômen.

 

Para saber como anda o seu metabolismo de açúcares, faça exames laboratoriais e veja como estão os seus hormônios sexuais, como a sua testosterona, estrógeno e progesterona, além da hemoglobina glicada, o seu ácido úrico e claro, a taxa de insulina e glicose. Um ultrassom dos seus ovários também faz parte do diagnóstico. 

 

3.       Intolerâncias alimentares

 

Especialistas estimam que intolerâncias alimentares afetam mais de 1 em cada 10 pessoas. Essas intolerâncias muitas vezes passam desapercebidas, pois não são sintomas imediatos. Quando comemos alimentos que não são corretamente digeridos, por inúmeras causas (excesso do consumo do mesmo alimento diariamente ou falta de enzimas digestivas), nosso corpo reage com inchaço, diarreia ou constipação, bem como asma leve, eczema ou problemas na pele, dores de cabeça, dores musculares e nas articulações e fadiga. Isso tudo desacelera  nosso metabolismo, pois os nutrientes necessários para a energia celular, são gastos em outra atividade do nosso corpo. Para conseguir eliminar peso, o nosso intestino deve estar em perfeitas condições, para absorver os nutrientes e o corpo usar de forma adequada.

 

Se você consome em excesso laticínios, trigo (até mesmo a farinha de trigo integral), soja, milho, ovos e oleaginosas (nozes, amendoim), além de muitos produtos industrializados com conservantes e corantes (todos os produtos em caixinha ou saquinho), você pode estar a correr risco,  de inchar cada vez mais.

 

4.       Medicamentos

 

O ganho de peso pode ser também um efeito colateral de alguns medicamentos, como antidepressivos, hormônios ou pílulas anticoncepcionais. Eles podem alterar o seu peso em poucas semanas após o início ou até mesmo demorar meses, ou seja, o efeito pode ser ao longo do tempo de uso do medicamento em combinação com uma alimentação inadequada e excessiva.

 

 O que fazer?

 

·         Se você se identificou com alguma alternativa acima você precisar buscar orientação médica e principalmente a nutricional.

·         Resolvendo a parte de exames e orientações de seu médico, (com medicamentos para quem precisa) e juntamente com nutricionista você irá descobrir maneira de potencializar o tratamento dado pelo seu médico, e logo restabelecer seu organismo, por exemplo : Uma tireoide inativa pode ser ativada, ou uma resistência à insulina pode ser tratada, aliando o tratamento de seu médico e a descobrir alimentos que estão te fazendo mal e não bem.

·         Para os que não precisam de medicação e sim de uma orientação nutricional, existe a Reeducação Alimentar, para equilibrar o organismo que se encontra cansado e com péssimos hábitos alimentares;

·         Uma boa nutrição irá te ajudar a ficar em paz com sua forma física, se livrando dos incômodos que estavam a afetar anteriormente;

·         Pontuando alguns vícios e atitudes nutricionais já instaladas sem perceber;

·         Recalcular necessidade energéticas (quanto precisa de energia para viver bem), com inclusão de alimentos saudáveis;

·         Observando alimentos que estão a prejudicar seu organismo, através de estudos e pesquisa individuais frente ao perfil do paciente, lembrando sempre que um alimento pode ser inofensivo para uma pessoa e ser péssimo para outra;

·         Através de algumas mudanças na rotina alimentar, o paciente perceberá a melhora no dia a dia, assim adquirira novos hábitos, sem sofrimento, e acima de tudo respeitando seu comportamento frente a alimentação;

·         E sempre incorporando algumas alterações para haver mudança onde deve ser mudado;

·         A nutrição funcional/comportamental pode te ajudar muito mais do que você imagina.

 

 

Se você está insatisfeita com sua vida, com seu corpo.....e continuar a fazer tudo que faz hoje......amanhã você estará do mesmo jeito que esta hoje....

Não procure milagres, promova mudanças....

 

 

 

 

 

Compartilhar

Última atualização em Segunda, 21 Março 2016 16:38

You have no rights to post comments

Quem Está Conectado?

Temos 68 visitantes e 3 membros online

  • shevtchyk1980O
  • DannyDub
  • GoranLex

Visitantes

590315
Hoje
Ontem
Nesta Semana
Última Semana
Este Mês
Último Mês
Geral
542
649
1191
578693
23800
24964
590315

Seu IP: 46.119.124.216
Hora do Servidor: 2017-11-20 13:21:19

Coach

Logo_Coach.png
DESIGN_BY

Distributed by SiteGround